Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Madonna profana Jesus Cristo em ensaio de “Santa Ceia”; veja
19/01/2023 12:20 em Música

Madonna resolveu causar e usou o cristianismo como degrau. As fotos de seu mais recente ensaio para a revista Vanity Fair francesa foram divulgadas nesta quarta-feira (18). Nelas, a cantora de 64 anos aparece como Jesus Cristo na Santa Ceia, rodeada de modelos femininas ocupando o lugar dos discípulos.

Durante uma entrevista que a pop star concedeu ao lado da diretora da revista na Europa, Simone Marchetti, Madonna fez diversos comentários, abordando temas como: feminismo, inclusão, artistas que segue, planos, seus filhos, liberdade de expressão e sua luta contínua contra o patriarcado.

Continua depois da Publicidade
 

– A ideia de viver numa sociedade onde não se pode ser livre para expressar a tua individualidade, os teus pensamentos. Tenho a sensação de que as pessoas têm cada vez mais medo de expressar as suas opiniões, como se tivessem medo de serem autênticas – declarou.

Excomungada pela Igreja Católica por três vezes, a cantora falou sobre espiritualidade.

– Acho importante ter rituais e uma vida espiritual. Mas também acredito que religião sem entendimento, sem conhecimento, sem curiosidade e sem inclusão não pode ser considerada religião. Não posso me juntar a grupos religiosos que excluem os outros ou são extremistas. (…) Minha relação com a religião hoje consiste em cultivar minhas práticas espirituais. (…) Acho importante rezar e ter uma conexão com a alma, com a força espiritual, chame como quiser. Não vejo maneira de sobreviver sem me conectar com a ideia de que existe um poder e uma energia maiores, ou que existem muitas energias. Que existe um mundo metafísico e místico do qual todos fazemos parte e com o qual devemos permanecer conectados – explicou.

 
 

Madonna teceu comentário sobre a repercussão das fotos ousadas.

– Cresci em uma família católica, e ser atacada pela Igreja foi um choque: com meu trabalho, eu estava apenas tentando fazer o bem, mas eles se esquivaram. Eu soube imediatamente que o problema era com eles, não comigo. Eles não tinham entendido que minhas canções uniam as pessoas, que lhes davam a liberdade de se expressar. Eu estava apenas aplicando os ensinamentos de Jesus. Meus detratores eram hipócritas – argumentou.

 
 

As fotos foram feitas por Luigi & Iango.

Fonte: Pleno.News

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
rodape primavera