Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
2 mil atletas participam da tradicional corrida de rua de Aparecida
11/07/2022 06:51 em Nossa Região

A corrida, que integra o cronograma do Centenário de Aparecida, teve percurso de 5 e 10 quilômetros, além de maratoninha infantil. Todos os competidores receberam medalha

Foi realizada neste domingo, 10 de julho, a tradicional corrida de rua de Aparecida, o Aparecida Correndo Pela Vida, Contra as Drogas. A corrida teve dois mil atletas inscritos, entre amadores e profissionais, que percorreram trechos de 5 e 10 quilômetros pelas ruas da cidade. Tanto a largada quanto a chegada do circuito de provas foi a Praça da Cidade Administrativa Maguito Vilela, que ficou lotada de apoiadores, atletas e crianças desde cedinho.

A corrida é promovida há 10 anos, pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria de Ação Integrada e da secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, em parceria com a Associação Goiana Carmelo, e apoio da Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (ACIAG), Sesi/Senai, Instituto Federal de Goiás (IFG), Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. Totalmente sem fins lucrativos, a ação tem como objetivo incentivar o esporte e conscientizar a população sobre os riscos das drogas.

Antes da buzina da largada das provas, o aposentado Vilmar Aris estava com boas expectativas para correr os 10 quilômetros. “Eu corri nas outras nove edições e estou aqui concentrado para dar o meu melhor”, disse ele que é atleta amador e corre apenas para manter a saúde.

A corrida é dividida nas categorias de 10km e 5km, masculino e feminino. Há ainda a categoria para pessoas portadoras de deficiência que tem três subcategorias: deficiente visual, cadeirante, amputados e atletas com outras deficiências. Os adolescentes e as crianças também têm espaço na corrida de rua, com circuito especial para prova infanto-juvenil e a maratoninha infantil. Neste ano teve ainda a categoria caminhada, com percursos de 5 km ou 10 km.

Foto: Claudivino Antunes

O prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano, que estava acompanhado da primeira-dama e secretária de Assistência Social, Sulnara Santana, apertou a buzina que anunciava a largada dos 5 e 10 quilômetros geral e também da categoria amputados e da maratoninha. “A corrida foi idealizada pelo nosso saudoso Maguito Vilela e está em sua 10ª edição, tendo ficado suspensa por dois anos devido a pandemia. E o objetivo é esclarecer para o risco das drogas na vida das pessoas e também fomentar o esporte e a atividade física”, destacou o gestor municipal.

Organizador do evento, o secretário interino de Ação Integrada, Júlio Lemos, sublinha o quão especial é retomar a tradicional corrida de rua de Aparecida. “Criamos esta ação para justamente fazer com que as pessoas deixem e saibam dos riscos das drogas em suas vidas e na vida das famílias e que o esporte é um meio para sair desse mundo. E agora, retomando, pós pandemia, estamos todos muito contentes com o sucesso que foi de inscrições e também de público. Tivemos duas mil pessoas inscritas e ano que vem serão cinco mil”, salientou Júlio ao lado do secretário de Esportes, Geferson Aragão.

Parceiro da ação, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Aparecida, Leopoldo Moreira frisou a importância da corrida. “Essa é mais uma parceria de resultado entre a Aciag e a Prefeitura de Aparecida. A corrida é uma forma de alertar as famílias sobre os riscos das drogas e os problemas que elas causam”.

Podio categoria 5 quilômetros geral feminino. Foto: Wigor Vieira

Treino e dedicação

Rosilene Alves de Oliveira foi a primeira mulher a completar o percurso de 5 quilômetros. Ao receber o trofeu, ela contou que estava feliz com o resultado, pois lutou muito. “Para estarmos aqui correndo é uma luta, aliada com esforço e dedicação. Estou contente com meu resultado que é o primeiro de muitos”, pontuou a vencedora ao lado das colegas Maria Joseane da Silva e Rosângela Gomes de Moraes, 3º e 2º lugar.

Na categoria 5 quilômetros masculino para moradores de Aparecida, os vencedores foram Júlio César Gomes Ribeiro, Cleidimar Cardoso dos Santos e Davi Andrade, que ficaram em 1º, 2º e 3º lugar respectivamente. “Estou bem contente com meu resultado neste ano. Estava bem preparado e o percurso todo foi bem tranquilo”, comentou Júlio César, que é servidor da Secretaria de Infraestrutura do município.

Pódio categoria masculino geral 10 km – Foto: Wigor Vieira

Nos 10 quilômetros masculino geral, sagraram-se campeões Ronan Moraes da Silva (3º lugar), Gustavo Barros de Souza (2º lugar) e Pablo Fagundes da Costa, que ficou em 1º lugar. Todos eles contaram que treinaram firme para fazer uma boa prova e ter um bom tempo. “Agradeço a Deus primeiramente essa minha vitória, a segunda aqui em Aparecida e agora vou me preparar para outras competições”, pontuou Pablo que é morador de Anápolis.

Jairo Alves de Santana formava o trio do time da Aparecidense de futebol de amputados que venceu a corrida na categoria PNE. Ele comentou, após receber seu trofeu de primeiro lugar, que a corrida é também uma forma de treino para os jogos futuros. “A gente aproveitou a oportunidade da corrida de rua para treinar para os jogos em campo, pois é uma forma de movimentar e também de criar resistência para percorrer os campos de um lado a outro”, disse ele ao lado dos colegas de time Sergio Antônio Garcia (3º lugar) e Rogério de Assis Vidal (2º lugar).

Chegada de um dos vencedores da categria PNE – Foto: Enio Medeiros

Percurso

Os competidores largaram da Praça da Cidade Administrativa e seguiram em direção ao Parque da Família pela Avenida Independência, passando em frente ao Aparecida Shopping. Depois seguiram pela avenida passando então pelo Centro, na Praça da Igreja Matriz. A partir deste ponto, os atletas entraram na Avenida Batista de Toledo e desceram para a Avenida de Furnas, passando em frente a sede da OAB subseção Aparecida e seguindo até o Parque Lafaiete. O restante do percurso foi feito pela Avenida Gervásio Pinheiro, onde farão o retorno pela Aciag (Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia) até o ponto de chegada, que é a Cidade Administrativa.

Percurso passou por vias principais da região central de Aparecida – Foto: Enio Medeiros

O percurso dos 10 quilômetros contou com os mesmos pontos, mas os atletas seguiram seguir pela pista dupla até o Polo Empresarial Goiás, retornando então para a Cidade Administrativa. Daiane Barros é moradora de Goiânia e completou o pódio da categoria 10 quilômetros feminino. “Sou atleta há 22 anos, participei de todas as outras nove edições e se não me engano, subi ao pódio em todas elas. E isso me deixa muito contente.

Daiana explica que a corrida com foco contra as drogas é fundamental para que os jovens não entrem nesse mundo sombrio e sem volta e possam estar nas pistas, correndo e se exercitando. “Eu perdi um irmão para as drogas. Ele começou a usar muito novo, com 9 anos e isso acabou com ele, que faleceu em 2020 aos 44 anos. Então ações como esta da prefeitura é importante e essencial para que os jovens não entrem neste caminho sem volta”, disse ela emocionada.

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
AdSense
rodape primavera