Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Em dia histórico, nova sede do Legislativo é entregue à sociedade
29/04/2022 13:14 em Nossa Região

Em dia histórico, nova sede do Legislativo é entregue à sociedade

27 de Abril de 2022 às 13:00
Crédito: Sérgio Rocha
Em dia histórico, nova sede do Legislativo é entregue à sociedade
Solenidade de entrega do Palácio Maguito Vilela
Depois de 17 anos do início da obra, a nova sede da Assembleia Legislativa foi entregue à população na manhã desta quarta-feira, 27. "Um momento de grande expectativa, diante da importância e do marco que essa construção representa para a história do Legislativo. A realização de um sonho, idealizado pelo ex-presidente Samuel Almeida”, celebrou o presidente Lissauer Vieira. O governador Ronaldo Caiado ressaltou a importância da obra para a dignificação da política em nosso estado, numa casa que é do povo goiano.

Após 20 anos de sua idealização e 17 anos do início da construção, foi entregue oficialmente ao cidadão goiano, na manhã desta quarta-feira, 27 de abril de 2022, o Palácio Maguito Vilela, nova sede da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego). O ato foi prestigiado por diversas autoridades que, ao lado do presidente da Casa, deputado Lissauer Vieira (PSD), fizeram da solenidade um momento marcante para a história do Poder Legislativo e do próprio estado.

O evento teve início às 9 horas, com o ato protocolar de hasteamento das bandeiras e execução do Hino Nacional. Em seguida, houve a inauguração do busto de Maguito Vilela, obra do artista plástico e escultor goiano Cleider de Souza, que fica em frente à entrada principal do prédio. Então as autoridades procederam a um dos momentos mais simbólicos do evento: o corte da fita inaugural da nova sede. A partir daí, a Casa foi, oficialmente, declarada aberta ao povo goiano.

Já dentro do prédio, os convidados participaram da inauguração da galeria dos ex-presidentes e do descerramento da placa em homenagem aos 41 deputados da 19ª Legislatura. Das 63 fotos da galeria dos ex-presidentes, 15 novas foram acrescentadas, dentre elas, 13 cópias das que estão na antiga sede do poder Legislativo na cidade de Goiás, no período em que essa foi capital do estado. Outras duas fotos foram restauradas. Todas as imagens são trabalho do artista plástico Amaury Menezes, inclusive a mais recente, do atual presidente da Assembleia Legislativa.

Chefe do Legislativo

Em seu discurso, Lissauer Vieira fez uma retrospectiva da história da construção da nova sede e disse que a construção do Palácio Maguito Vilela representa a coroação da sua liderança e gestão comprometida com todos os Poderes do Estado de Goiás, e, especialmente, com a população. “Esta nova Casa agora faz parte da história do povo goiano, que junto com o Parlamento constrói o futuro de Goiás. A Assembleia representa todos cidadãos, todos os municípios, e aqui dialogamos sobre todos os assuntos que impactam na vida da população”, destacou o presidente.

Lissauer Vieira fez, também, questão de agradecer ao governador Ronaldo Caiado (UB). "Quero dizer da minha alegria e gratidão por estar apoiando uma gestão comprometida com o povo de Goiás, numa gestão harmoniosa e transparente.” Ele lembrou que muitas pessoas não acreditaram que a obra pudesse ser entregue na atual gestão. "Mas fomos firmes, determinados, e hoje estamos colhendo os frutos dessa postura. É a realização de um sonho que foi sonhado por muitos”, destacou o presidente.

Lissauer falou, ainda, sobre o reconhecimento feito na denominação da nova sede do Parlamento goiano. “Maguito Vilela foi uma grande perda para Goiás. Hoje temos a honra de prestar a ele a nossa mais sincera homenagem.” Em nome da família, Vanessa Carvalho Vilela, filha do político homenageado, fez o agradecimento pelo reconhecimento do trabalho de seu pai. “Essa é, sem dúvida, a homenagem recebida que mais o alegraria, pois foi aqui, nesta Casa de Leis, que ele se projetou para seguir em frente na sua carreira política sempre vitoriosa. Hoje, compartilhamos nosso agradecimento e gratidão por esta homenagem prestada. Entendendo que se trata de um reconhecimento ao trabalho e história de um homem que lutou por justiça social.”

Poder Executivo

O governador Ronaldo Caiado destacou ser uma honra poder participar desse momento histórico. Disse que sua origem política e sua vida passam, boa parte, pelo Parlamento e que, por isso, é um apaixonado pelo Legislativo. E sublinhou o aspecto emblemático que a Casa de Leis possui. “Estamos aqui em abril de 2022 e vamos, agora, imaginar lá na nossa querida cidade de Goiás, na Rua D'Abadia, no ano de 1895, quando iniciava-se o Parlamento do Estado de Goiás. Daquela sede, hoje chegamos a esta construção. Uma obra imponente e que leva alguns a se perguntarem o motivo de tudo isso. A resposta é simples. É porque nenhum poder representa o povo na sua totalidade a não ser o Poder Legislativo. Esta Casa não é dos deputados e sim do povo goiano”, ressaltou o governador.

Caiado disse que a sociedade deve se orgulhar de estar recebendo essa obra moderna, atual, e digna da importância dos goianos. Ressaltou, ainda, que o Poder Legislativo ensina o que é democracia. “O que sai desta Casa é resultado de entendimentos, aqui não tem aquele que seja o determinante na sua vontade. Para se construir maioria, seja de uma lei, uma emenda, ou qualquer outra coisa, é preciso habilidade, concessões e, no sentido republicano, negociar. É no Parlamento que as pessoas entendem que não são donas da verdade e isso, indiscutivelmente, molda as pessoas para o regime democrático. Então, temos aqui no parlamento uma escola capaz de formar líderes. Pessoas capazes de amanhã representar a política do estado com altivez.”

Ele falou também da importância da sintonia dos três Poderes e agradeceu aos demais representantes desses Poderes pela parceria. Destacou a liderança de Lissauer Vieira, presidente da Casa, e enalteceu sua importância na solução de problemas e embates que a política apresenta a cada dia. “Você é um homem preparado para a vida pública. Tenho a certeza que a política de Goiás espera muito de você numa trajetória de continuidade para que Goiás, cada vez mais, se firme na boa política. Além de bom legislador, você é um exímio gestor. Essa obra é um exemplo disso. O que era apenas um projeto e que com o passar dos anos se transformou em um 'lixão', em poucos meses, por sua mão, deixou de ser sonho e se tornou realidade.”

O governador saudou, também, a importância daquele que foi vereador, prefeito, deputado estadual, deputado federal constituinte, senador, vice-governador e, por fim, governador de Goiás, Maguito Vilela, que morreu em janeiro de 2021, vítima de complicações da covid-19, e que dá nome à nova sede.

Poder Judiciário

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), desembargador Carlos França, ao fazer uso da palavra, realçou a importância da nova sede para os cidadãos de Goiás. “A Casa de Leis poderá atender com eficiência a sociedade e prestar ainda melhor serviço ao estado. O Poder Judiciário tem a satisfação de participar desse momento muito relevante para a democracia de Goiás”, disse França que ressaltou, ainda, acreditar que agora os debates e encontros que caracterizam o poder, serão cada vez mais profícuos, em benefício da sociedade goiana. 

França parabenizou Lissauer Vieira pela conclusão da obra em tão pouco tempo. “Uma obra grandiosa. Esse palácio Legislativo irá, com certeza, acrescentar mais nessa harmonia e maior produção legislativa para o estado de Goiás.” Por fim, assim como fez o governador Ronaldo Caiado, o presidente do Judiciário também enalteceu a homenagem do Parlamento de Goiás ao advogado, político e ex-governador Maguito Vilela.

Demais autoridades presentes

Dentre os presentes ao evento estavam, além dos chefes dos três Poderes estaduais; a primeira-dama, Gracinha Caiado; o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos); o arcebispo de Goiânia, João Justino; e o pastor Josué Gouveia; o desembargador Itamar de Lima; Representando a família do ex-governador Maguito Vilela, estavam os filhos Daniel, Miguel, e Vanessa Carvalho Vilela, a irmã Nice Helena Vilela e a viúva, Flávia Teles.

Fizeram parte ainda da lista de autoridades o presidente da Câmara de Vereadores de Goiânia, Romário Policarpo (Patriota); o procurador-geral de Justiça, Ailton Vecchi; o defensor público-geral em exercício, Tiago Gregório Fernandes; o corregedor-geral do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO), conselheiro Sebastião Tejota; o vice-presidente do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM-GO), conselheiro Daniel Goulart; e o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi Carneiro, representante do Fórum das entidades empresariais de Goiás.

E, ainda, o vice-presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), deputado estadual por Pernambuco, Diogo Moraes (PSB); o representante da Base Aérea de Anápolis, major aviador Émerson Chaves Cezar; a reitora da Universidade Federal de Goiás (UFG), professora Angelita Pereira de Lima; o presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM) e prefeito de Goianira, Carlão da Fox (UB); o prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale; o pastor Josué Gouveia; o deputado federal Célio Silveira (MDB).

Fecham a lista os ex-presidentes da Casa Jardel Sebba, Samuel Almeida e Fábio de Sousa; o presidente da JL Construtora, engenheiro civil João Luiz Felix; o conselheiro do TCM-GO, Humberto Aidar; a secretária-geral da OAB, Talita Haiasaki; o prefeito de Luziânia, Diego Sorgatto (UB); o ex-deputado Maycllyn Carreiro (PRTB); além dos deputados que compõem a 19º Legislatura, Álvaro Guimarães (UB), Amauri Ribeiro (UB), Amilton Filho (MDB), Antônio Gomide (PT), Bruno Peixoto (UB), Cairo Salim (PSD), Charles Bento (MDB),  Chico KGL (UB), Coronel Adailton (PRTB), Delegado Eduardo Prado (PL), Francisco Oliveira (MDB), Helio de Sousa (PSDB), Jeferson Rodrigues (Republicanos), Julio Pina (PRTB), Karlos Cabral (PSB), Lêda Borges (PSDB), Major Araújo (PL), Max Menezes (PSD), Rafael Gouveia (Republicanos), Rubens Marques (UB), Talles Barreto (UB), Thiago Albernaz (MDB), Tião Caroço (UB), Virmondes Cruvinel Filho (UB), Wagner Neto (PRTB), e Wilde Cambão (PSD).

Também marcaram presença na solenidade vários secretários de Estado, secretários de Goiânia, e comitivas de vereadores e lideranças de vários municípios goianos.

Histórico 

A construção da nova sede teve início, em 2005, na gestão de Samuel Almeida, que fez o lançamento da maquete e da pedra fundamental da construção. O trabalho foi paralisado por três vezes, sendo a última delas em 2015, com a rescisão do contrato com a construtora. Entre 2017 e 2018, foi criado um grupo de trabalho, dentro da Alego, que elaborou o planejamento de retomada das obras, com uma revisão geral de todos os projetos, já obsoletos, da nova sede. Uma nova licitação foi realizada e as obras foram retomadas no início de 2019, momento que foi um verdadeiro divisor de águas: a partir daí os serviços não pararam e houve, inclusive, a antecipação da entrega do prédio, em oito meses.

Durante a cerimônia de entrega, o engenheiro civil João Luís Félix, presidente da JL Construções Civis, comemorou o resultado do trabalho da empresa, apesar de desafios como a pandemia em decorrência da covid-19, e problemas como falta de materiais e do aumento dos custos de insumos de construção civil. Segundo Félix, no decorrer dos últimos três anos, mais de mil colaboradores, dos quais, cerca de 90% são de Goiânia, estiveram, ininterruptamente, envolvidos no desenvolvimento até a entrega da obra. “Pela sua complexidade, pela sua forma e pelo seu sistema todo, como vocês puderam ver no vídeo de automação, é uma obra na qual, durante esses três anos, nós trabalhamos de sol a sol, para chegarmos nesse dia com esse sentimento do dever cumprido”, afirmou.

Estrutura 

O Palácio Maguito Vilela tem área total construída de 44.528,71 m² e torna possível à população acompanhar, ainda mais de perto, as atividades desenvolvidas na Casa. O novo plenário, por exemplo, teve a galeria ampliada e, agora, passa a contar com capacidade para mais de 200 pessoas. A estrutura conta, ainda, com uma sala dedicada à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), dois miniplenários, um auditório com capacidade para 600 pessoas, 11 salas de comissões temáticas, cinco salas de reuniões, além de 44 gabinetes para os deputados, seis gabinetes dedicados à Mesa Diretora, mais Escola do Legislativo, restaurante-escola, lanchonetes, área de atendimento de saúde, departamentos administrativos e presidência.

Outro diferencial da nova Casa é a disponibilidade de estacionamento. Uma das principais reclamações dos visitantes, em relação ao prédio anterior – Alfredo Nasser – era quanto à falta de vagas, principalmente para as comitivas do interior do estado. Questão que será solucionada pelas mais de mil vagas de estacionamentos oferecidas no Palácio Maguito Vilela.

O cuidado com a sustentabilidade também é uma referência: o prédio conta com sistema de captação de água gerada pelo sistema de ar-condicionado e da chuva; área permeável e 20 caixas de recarga; uso de ventilação e iluminação natural em áreas comuns, reduzindo consumo de energia; e estrutura para coleta seletiva e separação total de resíduos. 

Para Lissauer Vieira, a nova sede é uma conquista para todos os goianos, já que ao longo de quase dois séculos, finalmente o Parlamento goiano possui uma sede própria e um espaço à altura dos mais de 7 milhões de goianos, com estrutura adequada para receber a população que visita a Casa de Leis diariamente. "O grande objetivo dessa nova Casa é ser um local digno para os cidadãos, afinal, esse prédio é um patrimônio público, construído em nossa gestão, mas executado para o povo. Nós somos passageiros no Poder Legislativo, mas trabalhamos para garantir a conquista para os goianos, que são, de fato, os grandes beneficiados.”

Agência Assembleia de Notícias
COMENTÁRIOS
AdSense
rodape primavera