Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Aparecida aplica 4ª dose contra Covid-19 em pessoas com mais de 60 a partir desta quarta
06/04/2022 11:01 em Nossa Região

Aparecida aplica 4ª dose contra Covid-19 em pessoas com mais de 60 a partir desta quarta

Por Camilla Godoy

5 de abril de 2022

   


Foto: Enio Medeiros

 

Intervalo entre o primeiro reforço e o segundo é de quatro meses

Nesta quarta-feira, 6 de abril, a Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia começa a aplicar a segunda dose do reforço da vacina contra a covid-19 em todas as pessoas com mais de 60 anos. Até então, a quarta dose estava autorizada para imunossuprimidos e idosos institucionalizados ou com mais de 80 anos. Para receber o novo reforço, é necessário respeitar o intervalo de 4 meses da última aplicação. Os interessados podem procurar qualquer um dos 37 postos fixos de vacinação da cidade.

A coordenadora de Imunização de Aparecida, Renata Cordeiro, explica que a ampliação da segunda dose de reforço para todos os idosos segue recomendação do Ministério da Saúde devido à comprovada redução da efetividade das vacinas contra a covid-19 ao longo do tempo, expondo esse grupo a maiores riscos de complicações da doença:“Para recomendar a segunda dose de reforço, o Ministério da Saúde considerou, dentre outros fatores, que a efetividade das diferentes plataformas vacinais tem se demonstrado menor nos idosos, com redução na proteção conforme o aumento da idade, sendo mais evidente em faixas etárias avançadas”.

Postos fixos

Em Aparecida, as vacinas contra a covid-19 para adolescentes, adultos e idosos estão disponíveis na Central de Imunização e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS´s) dos bairros Andrade Reis; Colina Azul; Bairro Cardoso; Delfiore; Alto Paraíso; Bandeirantes; Bairro Ilda; Independência; Buriti Sereno; Campos Elíseos; Cândido de Queiroz; Caraíbas; Chácara São Pedro; Cruzeiro do Sul; Independência Mansões; Jardim Bela Vista; Jardim Boa Esperança; Jardim dos Buritis; Jardim dos Ipês; Jardim Florença; Jardim Olímpico; Jardim Paraíso; Jardim Tiradentes; Madre Germana; Nova Olinda; Papillon Park; Parque Trindade; Pontal Sul II; Residencial Anhambi; Residencial Garavelo Park; Retiro do Bosque; Jardim Riviera; Rosa dos Ventos; Santa Luzia; Santo André e Veiga Jardim.

A Central de Imunização funciona de segunda à sexta, das 8 às 18h, e aos sábados, das 8 às 12h. Já as salas de vacinação das UBS´s ficam abertas de segunda à sexta, das 8 às 16h.

Em todos esses 37 locais estão disponíveis imunizantes para a primeira dose, segunda ou reforços, incluindo a “quarta dose” para idosos e imunossuprimidos. Não é necessário agendar.

Qualquer morador com mais 12 anos pode receber a D1 nesses locais, mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento e cartão SUS ou CPF. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados de algum responsável.

Já a segunda dose é aplicada mediante a apresentação de documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação, de acordo com os intervalos mínimos previstos entre a primeira e a segunda aplicação: 28 dias para a Coronavac e oito semanas para Pfizer e AstraZeneca.

Qualquer pessoa acima de 18 anos que tenha recebido a segunda dose dos imunizantes Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer há quatro meses já pode receber a dose de reforço (terceira dose) mediante a apresentação documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão SUS e o Cartão de Vacinação. Quem recebeu a dose única da Janssen também pode receber o reforço no intervalo de dois meses.

Vacinação infantil

As crianças de 5 a 11 anos têm a opção de receber o imunizante pediátrico contra o coronavírus em 8 postos fixos, além da vacinação escolar que ocorre de forma itinerante, para aplicação da segunda dose, conforme o cronograma abaixo.

Para receber a proteção contra o novo coronavírus, as crianças precisam estar acompanhadas de um responsável legal e apresentar certidão de nascimento ou RG, cartão SUS ou CPF e o cartão de vacinação. Caso o responsável não possa acompanhar, basta assinar um termo de autorização, que deve ser apresentado no momento da imunização.

“É importante lembrar que a vacinação pediátrica contra a covid-19 tem uma especificidade: não pode ser administrada junto com as outras vacinas de rotina, já que para crianças de 5 a 11 anos é necessário um intervalo mínimo de 15 dias, antes e depois da aplicação desse imunizante, para recebimento de qualquer outra vacina”, destaca a coordenadora de Imunização de Aparecida, Renata Cordeiro.

A gestora também lembra que para crianças e adolescentes de 5 a 17 anos ainda não existe protocolo do Ministério da Saúde que indique a administração de doses de reforço. Sendo assim, o esquema completo para essa faixa etária é composto por apenas duas doses de vacina.

COMENTÁRIOS
AdSense
rodape primavera