Volume
Redes
Sociais
Polícia apura se suspeito de matar ex-namorada foi assassinado por amigo com quem pegou carona
14/03/2018 - 17h42 em Nossa Região

Feminicídio contra Yone Novais ocorreu em Trindade. Ex-namorado, Alexandre Assis foi assassinado pouco depois.

 

A Polícia Civil de Goiás informou investigar se o homem suspeito de matar a ex-namorada na tarde desta terça-feira (13), em Trindade, foi assassinado pelo amigo que o havia ajudado a fugir da cena do crime. O amigo foi identificado como Deyvid Rodrigues Gomes Chaves, autônomo de 28 anos. Segundo a corporação, ele negou envolvimento nos crimes, mas confirmou ter dado carona.

Yone Gloria da Cunha, de 21 anos, foi morta a tiros perto da empresa em que trabalhava como auxiliar administrativa, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia, por volta do meio-dia desta terça. Já Marcos Alexandre Morais de Assis, de 31 anos, foi morto cerca de uma hora depois na zona rural de Abadia de Goiás, no centro do estado, segundo a polícia.

Mulher de Deyvid, a dona de casa Vanderleia da Costa, de 28 anos, disse que a família dela é amiga da de Alexandre. Ela negou que o marido tenha envolvimento com os crimes. "O Alexandre pediu uma carona para pegar um dinheiro, meu marido não sabia de nada", afirmou.

O delegado Vicente Gravina disse que Deyvid foi encontrado ao lado do corpo de Alexandre por Policiais Militares e preso. O preso teria dito que acreditava estar dando carona para o amigo ir buscar dinheiro.

"Ele foi o que levou o Alexandre até o local e saiu, mas ele alega que não tinha conhecimento de nada. Depois que saiu dali, o Alexandre alegou que estava com muito dinheiro e pediu para ir na fazenda, onde [Deyvid] o deixou e ocorreu o segundo crime", explicou.

A Polícia Civil ainda apura a participação de Deyvid no crime. "A investigação se dá em esclarecer melhor as circunstâncias, como tudo ocorreu, se o Deyvid está realmente envolvido", completou.

COMENTÁRIOS
AdSense
rodape primavera