Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Aparecida de Goiânia deve aderir ao programa Internet para Todos do governo federal
27/12/2017 18:30 em Governo

Aparecida de Goiânia deve aderir ao programa Internet para Todos do governo federal

Projeto prevê levar banda larga para todos os municípios do país, promovendo a inclusão digital e social com a democratização da internet

O prefeito Gustavo Mendanha participou na manhã desta quarta-feira, 27, do lançamento do programa Internet Para Todos em Goiás. A solenidade foi realizada no auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira em Goiânia, e contou com a presença do ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicação, Gilberto Kassab, do governador do estado Marconi Perillo e do secretário da Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Cidades (Secima), Vilmar Rocha. O ministro anunciou a inclusão de Goiás no programa que beneficiará, a princípio, 50 dos 99 municípios goianos que ainda não contam com cobertura de banda larga.

“O viés dos governantes sempre foi construir e pavimentar dotando as cidades de infraestrutura, mas hoje em dia vivemos numa era tecnológica e por isso a importância de se também investir em ferramentas para conectar e facilitar a vida das pessoas. Por isso que esta iniciativa em levar a banda larga para cidades, é importante. Este programa é mais um passo dado para avançar na era tecnológica, com garantia de facilidade e velocidade no acesso à rede seja para a educação, cultura ou lazer da população e que aliado ao projeto Cidade Inteligente, melhorará ainda mais a vida das pessoas de nossa cidade”, comentou o prefeito Gustavo Mendanha.  

O programa Internet para Todos, do Governo Federal, tem sido implantado em todos os estados brasileiros. E só está sendo possível após o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégias (SGDC), ao espaço em maio deste ano ao custo de R$ 2,7 bilhões. O aparelho, que é o primeiro satélite brasileiro, está estacionado a 36 mil quilômetros da Terra, na altura da linha do Equador. Ele permite a cobertura de todo o País, inclusive nos oceanos. Além disso, pode ser usado pela defesa nacional no combate ao tráfico de drogas, na educação e na saúde, com sinal de internet para escolas rurais e postos de saúde.

Com o caráter de inclusão social, o Internet Para Todos De caráter de inclusão social, beneficiará, neste primeiro momento, com o sinal de internet, via satélite, 50 municípios de Goiás dos 300 escolhidos pelo ministério para dar o start ao programa. No total, são 99 que ainda não contam totalmente com a rede banda larga. O investimento no estado será de aproximadamente R$ 250 milhões em mais de 800 pontos no Estado. O projeto tem o objetivo de levar conectividade para 40 mil localidades de todo o Brasil, com início previsto para janeiro de 2018. Entre as localidades a serem beneficiadas estão aldeias indígenas e cidades em regiões remotas do país.

“Essa inclusão social é o resultado da retomada do programa de lançamento do primeiro satélite brasileiro ao espaço. E agora iniciaremos a quarta operação que é levar internet para todos os municípios, incluindo aqueles em regiões mais remotas, do Brasil. O segundo momento será levar a banda larga para sete mil escolas públicas e em três ou quatro anos beneficiar todas as unidades do país. E no terceiro momento o projeto será levado para as unidades de saúde com o objetivo de melhorar o atendimento, diagnóstico e eficiência do serviço de saúde no país”, salientou o ministro Gilberto Kassab.

O governador Marconi Perillo agradeceu ao ministro por trazer o programa à Goiás. “Me alegro muito por Goiás estar entre os primeiros estados a receber o benefício. É um programa que será extremamente importante para a Educação e para a Saúde, que salvará vidas, importante para a segurança da informação e para a soberania, mas vai, sobretudo, agregar ao programa Goiás Conectado, do nosso governo, que visa levar conectividade a todos os municípios goianos”, destacou o gestor, pedindo ao secretário Vilmar Rocha que corresse com os processos das 50 cidades e assim o programa chegasse logo nos outros 49 municípios restantes.

Adesão

Para aderir ao Internet para Todos as prefeituras precisam se cadastrar e oferecer um terreno para instalação da antena, segurança para o equipamento, além de assumir o custo da energia da transmissão do sinal e aprovar na Câmara Municipal a isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) para este serviço. A conexão da rede é feita por meio da instalação de antenas que recebem sinal do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégias. 

fonte: Daniela Ribeiro

foto: Claudivino Antunes

COMENTÁRIOS
AdSense
rodape primavera